Patos - PB 16 de junho de 2024

Publicidade

Gás de cozinha entra em racionamento na PB, mas sindicato nega aumentar preço

A Paraíba tem recebido 50% a menos da quantidade de gás de cozinha, o que levou o Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás PB) a racionar o produto no estado.

O problema se deve a uma manutenção realizada em uma refinaria do estado da Bahia, reduzindo a quantidade produzida do produto. Segundo o Sinregás-PB. parte do gás que chega a Pernambuco, responsável por abastecer a Paraíba, está retornando para a Bahia, para ajudar o estado.

“Para a gente está chegando 50% do que deveria. Isso vai passando os dias e a tendência é piorar”, disse ao Portal MaisPB, Marcos Antônio, presidente do Sinregás.

Ele descartou que a escassez do gás de cozinha possa provocar aumento no preço. “Nem o produto está zerado, nem temos anúncio de aumento de preço. A palavra chave agora é ter ou não ter o produto”, disse.

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE