Patos - PB 27 de maio de 2024

Publicidade

Nova suspensão da Operação Carro-Pipa preocupa prefeitos da PB; MDR se manifesta

Em nota divulgada à imprensa na tarde desta terça-feira (13), a senadora Daniella Ribeiro, presidente do PSD na Paraíba, informou que foi comunicada durante uma reunião com o Ministério Público Federal (MPF) sobre uma nova suspensão da Operação Carro-Pipa em estados nordestinos devido à falta de recursos.
 
Segundo a parlamentar, o serviço deve ser paralisado a partir desta quarta-feira (14). “Na reunião que participei agora à tarde fui informada que mais uma vez teremos a interrupção desse serviço que é essencial, fundamental para mais de 1,6 milhão de famílias do semiárido nordestino. Já estou pedindo informações e cobrando ao MDR uma solução definitiva quanto a isso, pois as pessoas não podem viver com essa instabilidade”, declarou.
 
Procurado pela reportagem do Portal MaisPB, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) se manifestou sobre o assunto. Veja a nota:
 
A execução da Operação Carro Pipa é de responsabilidade do Exército, que poderá dar mais informações sobre a suspensão das operações na Paraíba. Entretanto, o Ministério do Desenvolvimento Regional trabalha para assegurar a continuidade da OCP no Estado.
A necessidade de recursos adicionais já foi formalmente comunicada ao Ministério da Economia e o MDR aguarda decisão da Junta de Execução Orçamentária (JEO), que deverá se reunir ainda nesta semana para deliberar sobre o assunto.
 
Suspensão preocupa prefeitos
 
O prefeito Tiago Castro, de Cabaceiras, disse que a situação é preocupante, e que sem a operação Carro-Pipa o abastecimento na cidade fica totalmente prejudicado. Cabaceiras é uma das cidades com o menor índice pluviométrico e o menor do Nordeste.
 
Em novembro, a operação foi suspensa e o abastecimento cortado não apenas na Paraíba, como em outros estados nordestinos. A operação Carro-Pipa leva água potável à população nordestina há mais de 20 anos, atendendo 461 municípios, dos quais 155 são na Paraíba.
 
Com a suspensão, a senadora enviou ofícios aos Ministério da Defesa e ao Ministério do Desenvolvimento Regional pedindo a regularização urgente do serviço. No dia 25 de novembro, dois dias após a suspensão, foi publicada uma portaria no Diário Oficial da União anunciando a abertura de crédito suplementar em favor do MDR no valor de R$ 21,4 milhões para normalizar a operação.
 
Com Maispb

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE