Patos - PB 16 de junho de 2024

Publicidade

Paraíba fica em 1º lugar na avaliação final do projeto reestruturação de hospitais públicos e hospital de Patos supera meta

Assessoria

O Estado da Paraíba ficou numa posição de destaque em relação a hospitais públicos de outras localidades e atingiu o primeiro lugar em evolução na avaliação final do projeto Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP) do PROADI-SUS.

E o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), que integrou o projeto junto com o Hospital de Trauma de Campina Grande, o Hospital Militar de João Pessoa, o Hospital Universitário e o Trauminha, superou a meta que era de 15% atingindo uma evolução global de 43% nos processos avaliados.

Os hospitais da Paraíba atingiram um índice de 52%, enquanto que as demais unidades avaliadas ficaram com 43%  (Minas Gerais), 42% (Espírito Santo) e 34% (Mato Grosso do Sul).

O projeto, explica o Diretor Geral do Complexo de Patos, Francisco Guedes, existe desde 2009 e de lá para cá vem contribuindo com a gestão de hospitais que integram  Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as ações desenvolvidas pelo projeto está a sistematização de processos assistenciais, administrativos e gerenciais, com o objetivo de  reduzir os riscos aos pacientes, familiares e colaboradores e promover melhorias à assistência, seguindo os princípios do Programa Nacional de Segurança do Paciente, do Ministério da Saúde.

O Complexo se integrou ao projeto, com a realização da primeira teleconferência de boas-vindas, em junho de 2021.

Estamos muito felizes com o resultado da avaliação não apenas pelos excelentes índices que atingimos, nem pela superação da meta que nos foi estabelecida, mas, sobretudo, pelas melhorias que implantamos em variados processos e setores que nos deu um ganho de produtividade, eficácia e eficiência e que impacta diretamente na nossa prestação de serviço e assistência e isso tem sido notado não apenas pelos pacientes, mas, também pela equipe”, destacou Francisco, lembrando que o empenho, dedicação, comprometimento e acolhimento do projeto pela equipe fez toda a diferença.

 Esse é um projeto que envolve todos os funcionários, de todas as funções e setores, que para ser bem desenvolvido precisa do esforço de todos, do auxiliar de serviços gerais até o médico. Tivemos boa resposta desde a porta de entrada, centro cirúrgico, farmácia, unidades de internação, CME e foi graças a essa união da equipe que ficamos em primeiro lugar entre os quatro estados que fizeram parte deste projeto”, reitera Francisco, lembrando que isso reforça a importância do serviço no sertão do estado que evolui a cada dia.

Diretor Técnico do Complexo, Dr. Pedro Augusto, destaca a evolução e ganhos da unidade com a sistematização de processos oriundos do projeto.

Com a implementação de metodologias estruturadas de gestão conseguimos otimizar tempo, recursos e espaço, garantimos mais agilidade, segurança e qualidade no atendimento e assistência aos nossos pacientes, além de melhorar fluxos e processos internos que colaboram com essas melhorias e o resultado disto tudo é sentido  pela equipe e, sobretudo, pelos pacientes”, afirma Dr. Pedro.

Sobre o Projeto

O Projeto de Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP) é uma ação de intervenção e de instrumentalização em gestão em saúde que desde 2009 desenvolve ações para fortalecer e fomentar melhorias nos processos assistenciais, administrativos e gerenciais dos hospitais do SUS, com enfoque na avaliação e no monitoramento contínuo de processos, na redução de custos e no gerenciamento consciente de recursos humanos e materiais, consequentemente contribui para a padronização de rotina e a redução de riscos aos pacientes, aos familiares e trabalhadores da saúde.

O projeto já contemplou 56 hospitais públicos no país, localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste

Assessoria

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE