Patos - PB 16 de junho de 2024

Publicidade

Opera Paraíba realiza mais de 300 cirurgias no Hospital Regional de Picuí a partir desta sexta-feira

Foto: reprodução

esta sexta-feira (10), o Opera Paraíba começa a realizar as 360 cirurgias previstas para este mês no Hospital Regional de Picuí. Os procedimentos vão acontecer em duas etapas: a primeira, nos dias 10, 11 e 12, com a realização de cirurgias gerais e ginecológicas; e a segunda, na próxima semana, de 15 a 17 de fevereiro, com cirurgias de catarata. Nos três primeiros dias serão, em média, 20 cirurgias a cada dia. Considerados procedimentos de baixa complexidade, no dia seguinte à intervenção, o paciente já recebe alta hospitalar.

Os procedimentos oftalmológicos também acontecerão em três dias e contarão com a realização de 100 intervenções diárias, beneficiando pacientes de 13 cidades da região. Nesse caso, não há necessidade de internação e o paciente é liberado para ir para casa poucos minutos após a cirurgia, logo após receber as orientações necessárias.

“Nós já estamos com toda a logística pronta, hospital abastecido e profissionais preparados para a chegada do Opera Paraíba aqui no Regional de Picuí. É extremamente satisfatório saber que os pacientes que vamos receber em nossa casa de saúde terão uma assistência efetiva e de qualidade, proporcionada pelo maior programa de cirurgias já visto no Brasil”, destaca o diretor geral do hospital, Edjarde Arcoverde.

Como ser atendido pelo Opera Paraíba

Unidades de Saúde da Família (USF) – O cadastro no Opera Paraíba acontece nas USFs das Secretarias de Saúde de cada município. Essa demanda é encaminhada para a Secretaria Estadual de Saúde, que faz o levantamento e direciona os pacientes de acordo com a localização para o hospital regional mais próximo.

Pelo site – O usuário do sistema público de saúde também tem a opção de fazer o cadastro pela aplicação operaparaiba.pb.gov.br. Basta preencher o formulário com os dados pessoais e anexar os exames e o laudo médico que apresente a necessidade de uma cirurgia. Então, o paciente é classificado pela central de regulação e encaminhado para o Hospital Regional executante mais próximo.

Secom-PB

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE