Patos - PB 25 de fevereiro de 2024

Publicidade

Justiça Eleitoral cassa mandatos do prefeito e da vice de Areia de Baraúnas e determina novas eleições

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });
Foto: reprodução

Alguns sites de Patos e emissoras de rádio divulgaram nesta segunda-feira, dia 13, a cassação da chapa de Areia de Baraúnas, região Metropolitana de Patos, que foi eleita em 2020. A Justiça Eleitoral determinou novas eleições no município e o prefeito, Antônio Gerônimo Duarte Macedo, conhecido na cidade por Toinho Macêdo; e a vice-prefeita, Rosicleide Porfírio, foram destituídos dos cargos por uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME). 

O juiz eleitoral Dr. João Lucas Souto Gil Messias, da 65ª Zona Eleitoral, decidiu que novas eleições serão realizadas no município, uma vez que a diplomação da chapa gestora foi revogada.

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) deverá iniciar novo processo eleitoral no município no prazo de 20 a 30 dias. 

A ação foi motivada pela confirmação de compra de votos, abuso de poder econômico, eleições sujas e vários outros crimes apontados pela investigação, também indicados por denúncias movidas pela chapa de oposição. 

Mensagens no WhatsApp, áudios e vídeos anexados ao processo foram suficientes para comprovar as práticas delituosas da chapa eleita. Além disso, pessoas de outras cidades sem vínculo com o município tiveram seus títulos eleitorais transferidos para a cidade. Uma lista contendo pessoas que teriam vendido seus votos também foi entregue. 

Vários eleitores prestaram depoimentos e confirmaram participação com ações impróprias para o pleito eleitoral. Uma senhora, comerciante do Mercado Público de Patos, teve suas multas com a Justiça Eleitoral pagas, transferiu seu voto para Areia de Baraúnas e recebeu R$ 700,00 para votar no prefeito, além de receber promessa de emprego na prefeitura. 

Vários outros eleitores foram ouvidos e prestaram depoimentos semelhantes.

O Blog do Jordan Bezerra entrou em contato com o procurador-geral do município, o advogado Maikon Minervino, que ficou de enviar uma resposta. O espaço fica aberto para possíveis esclarecimentos.

Blog do Jordan Bezerra

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE