Patos - PB 1 de março de 2024

Publicidade

Na ONU, governo Lula vai propor uma grande ação global contra a fake news

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });
Foto: reprodução

Começa nesta quarta-feira (22), em Paris, a conferência “Internet for Trust”, organizada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que vai debater a questão dos direitos humanos no âmbito digital em nível global.

Por meio de suas redes sociais, o presidente Lula (PT) revelou que não vai ao evento e que será representado pelo Secretário de Políticas Digitais da Secretaria de Comunicação (Secom), João Brant, que irá ler um documento elaborado pelo mandatário brasileiro.

O presidente Lula vai pedir uma ação global contra as fakes news. “Em atenção ao convite que recebi da Diretora Geral Audrey Azoulay, enviei uma carta que será lida na abertura, defendendo esforço global para que as plataformas digitais garantam o fortalecimento dos direitos humanos, da democracia e do estado de direito, ao invés de enfraquecê-los”, escreveu Lula.

O combate a fake news é uma das grandes preocupações e prioridades do presidente Lula, que tratou de tal assunto com Macron (presidente da França), Olaf Scholz (primeiro-ministro da Alemanha) e Joe Biden (presidente dos EUA) e que devem seguir o Brasil em uma grande ação global contra a disseminação de fake news e discurso de ódio pelas redes.

Revista Fórum

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE