Patos - PB 22 de fevereiro de 2024

Publicidade

Turma pioneira de Residência em Clínica Médica do Complexo de Patos se forma e hospital começa novo grupo em Cirurgia Geral

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });
Assessoria

No último dia 27, a turma pioneira de Residência em Clínica Médica formada graças a uma parceria entre o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) e a Unifip, realizou a cerimônia de encerramento da especialização. O curso, que teve duração de dois anos, foi feito por cinco residentes que atuam no hospital e que passam a atuar como especialistas nesta área da Medicina. Agora, em março, uma segunda turma começa a residência em Cirurgia Geral na unidade, desta vez, numa parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) que, pioneiramente, também abre residência na área nas cidades de Campina Grande, Patos e Sousa. Antes, essa capacitação só acontecia de forma centralizada em João Pessoa.

O Diretor Técnico do Complexo, Dr. Pedro Augustodestaca os ganhos que essa capacitação traz para o hospital e seus pacientes. “Para o hospital, há a vantagem de passar a contar com profissionais especializados e, portanto, com maior capacidade resolutiva, e para os pacientes há um ganho considerável na assistência e tratamento, uma vez que os pacientes internados na Clínica Médica eram vistos diariamente tanto pelo residente, quanto pelo preceptor da residência e ainda pelo médico plantonista do hospital que fica responsável pelas intercorrências. O paciente passou a ser visto pelo médico plantonista e também pelos residentes, tendo um ganho de conduta e assistência durante toda a sua permanência na unidade”, disse o médico.

Residentes e preceptores do Complexo de Patos.

Sobre o início da nova turma de Residência em Cirurgia Geral, Dr. Pedro Augusto reforça que além de assegurar uma melhor assistência aos pacientes, esse é um passo muito importante para projetos futuros de ampliação de serviços na unidade. “Neste caso, é um passo fundamental para execução de projetos futuros de procedimentos cirúrgicos e ambulatório nesta área de Cirurgia Geral, o que vai nos possibilitar atender uma maior demanda de pacientes que, atualmente, a gente não consegue absorver apenas com os plantonistas do hospital”, reitera o Diretor Técnico do CHRDJC.

            Para a Dra. Jaqueline Andrade, uma das residentes desta primeira turma, esse curso foi de suma importância para ampliar a bagagem de conhecimentos. “O aprendizado adquirido neste Grau Acadêmico foi importantíssimo, pois a gente passa a ter maiores subsídios, outros conhecimentos que nos dão ainda maior segurança de atuação, na assistência ao paciente e até maior envolvimento com a especialidade. Eu diria até que a residência pode ser denominada um dos ápices da profissão”, falou a médica que trabalha no Complexo desde 2020 e, atualmente, coordena a UTI da unidade.

O Diretor Geral do Complexo, Francisco Guedes, avaliou os ganhos que a unidade terá e agradeceu aos médicos preceptores que ajudaram na realização deste projeto pioneiro na unidade. “Como todo projeto piloto nós tivemos dificuldades no início, em alguns momentos, mas, superamos todas elas e chegamos aqui, na conclusão desta turma formada por grandes profissionais e que com essa bagagem de novos conhecimentos terão ainda maior e melhor capacidade de atender nossos pacientes”, destacou Francisco, agradecendo a todos os preceptores da especialização, em nome da Dra. Nayarah Xavier. Os cinco profissionais que participaram da primeira turma de Residência em Clínica Médica são: Dra. Jaqueline Andrade, Dr. Diego Varela, Dr. Breno Nobre, Dra. Juane Dornelas e Daniela Guerra.

Assessoria

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE