Patos - PB 25 de fevereiro de 2024

Publicidade

Hospital de Patos terá importante papel no programa ‘Coração Paraibano’ lançado hoje pelo governador João Azevedo

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });

 

Com a disponibilidade do serviço de hemodinâmica, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) terá um importante papel dentro do programa ‘Coração Paraibano’. Lançado nesta sexta-feira (10), pelo governador João Azevêdo, o programa ‘Coração Paraibano’ consiste numa rede estruturada de cuidados de urgência e emergência cardiológica, especialmente no atendimento a pacientes que sofrerem infarto agudo do miocárdio, na qual o hospital de Patos está inserido. O investimento na ação que abrangerá todas as regiões do Estado e terá atendimento 24h é superior a R$ 15 milhões. O diretor geral do Complexo de Patos, Francisco Guedes participou da solenidade de lançamento em João Pessoa, Na ocasião, a embaixadora do programa ‘Coração Paraibano’, a cardiologista Ludhmila Hajjar, apresentou o protocolo de cuidados aos profissionais de saúde.

O secretário de estado da Saúde, Jhony Bezerra, evidenciou que o Coração Paraibano permitirá otimizar e regionalizar a linha de cuidados cardiológicos em todo o estado. “Esse programa é um marco na saúde do estado porque cria uma linha de cuidados específicos para a urgência cardiológica, doença que mais mata no Brasil e no mundo e esse atendimento facilitará o acesso do paciente a uma rede de telemedicina com cardiologistas 24h, com procedimentos de cateterismo e trombolítico”, explicou o secretário.

O diretor geral do Complexo lembra que com o ‘Coração Paraibano’ o governo dá um importante passo para sanar um dos maiores problemas atuais na rede pública que é a morte de pacientes vítimas de infarto, de causas evitáveis. “Atualmente, cerca de 40% a 50% das pessoas morrem por causa de um enfarte, muitas vezes, pela falta da prevenção e de uma assistência mais eficaz e a Paraíba sai na frente para resolver essa situação com a disponibilidade de uma rede de assistência que dará um suporte especializado à população, desde Cajazeiras até João Pessoa para todos os pacientes vítimas de infarto do miocárdio, tendo Patos um papel importante dentro desta rede”, afirmou Francisco.

Sobre o Coração Paraibano

O programa contará com uma estrutura de quatro hemodinâmicas espalhadas em três hospitais nas três Macrorregiões de Saúde, 12 hospitais auxiliares para dar suporte na estabilização do paciente e na aplicação do trombolítico e uma rede de telemedicina que dará suporte 24h por meio da Central Estadual de Regulação. O programa ainda conta com 15 ambulâncias, uma aeronave do transporte aeromédico e um helicóptero da Polícia Militar. Os hospitais regionais de Cajazeiras, Catolé do Rocha, Guarabira, Itabaiana, Mamanguape, Piancó, Pombal, Taperoá, Sousa, Picuí e de Monteiro, além da UPA Princesa Isabel compõem as unidades de saúde que integrarão o programa. Já os hospitais de Trauma de Campina Grande, Dom Luiz Gonzaga Fernandes, de Patos, Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro e o Metropolitano, em Santa Rita, serão responsáveis pela realização da hemodinâmica.

A dinâmica do atendimento prevê o direcionamento do paciente que sofrer um infarto a um hospital mais próximo para realizar a trombólise. A regulação será feita pela Central Estadual de Regulação, que a partir de agora será a gestora dos leitos de cardiologia de toda a Paraíba. O paciente também poderá ser regulado para uma unidade coronariana para realizar o cateterismo de urgência e terá prioridade zero nas regulações.

*Com informações da Secom/PB

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE