Patos - PB 29 de fevereiro de 2024

Publicidade

Imprensa patoense repercute atitude da Diocese de Campina Grande em proibir padre Fabrício de evangelizar em Soledade

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });

Foto: Reprodução

A polêmica envolvendo o evento ecumênico, que une várias religiões, e que vai acontecer em 22 de abril em Soledade, ganhou as redes sociais e a imprensa paraibana, após a Diocese de Campina Grande proibir a participação do padre Fabrício Dias Timóteo, que havia sido convidado para fazer uma participação no encontro.

 

Padre Fabrício é da paróquia de Taperoá, na Paraíba, que pertence à Diocese de Patos. Entretanto, a Diocese de Campina Grande enviou carta à Diocese de Patos pedindo que proibisse o padre Fabrício de participar do evento, que ele não fosse evangelizar e pregar a palavra de Deus no citado evento.

 

Essa notícia surgiu em primeira mão com o site Heleno Lima. O Blog do Jordan Bezerra repercutiu, juntamente com o programa 60 minutos, da Rádio Arapuan, de Patos, e hoje pela manhã com o Fala Cidade, da Rádio Universidade.

 

O jornalista Jamerson Ferreira lamentou a atitude do bispo da Diocese de Campina Grande. Ele disse que já viu ciúme de todos os tipos, mas bispo com ciúme de padre nunca viu. Ele lamentou profundamente a atitude do bispo.

 

O jornalista Izaias Nóbrega, no programa Paraíba Verdade, também lamentou a situação mais cedo. Ele afirmou que Padre Fabrício é um homem de Deus, e que sabe o que fala. Não entendeu o porquê da proibição.

 

Houve uma grande repercussão com relação à decisão do bispo. O questionamento que fica é acerca da disparidade nas decisões. Caso os padres Marcelo Rossi, Reginaldo Manzotti, Fábio de Melo, eles seriam impedidos de participar do evento ou não?

 

Blog do Jordan Bezerra 

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE