Patos - PB 22 de junho de 2024

Publicidade

Piso de enfermagem: “Os municípios não têm condições de pagar”, diz especialista ao apontar impactos financeiros

Foto: reprodução

 

Apesar de ter se tornado Lei, a polêmica em torno do pagamento do novo piso salarial aos profissionais da enfermagem continua no âmbito das prefeituras de cidades paraibanas. Em entrevista à imprensa o presidente da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho, revela que não há orçamento nos cofres públicos para o reajuste previsto.

“Com toda certeza, os municípios não têm condição de pagar o piso da enfermagem, infelizmente”, afirmou George, ao destacar ainda que o aumento de salário para enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiros, proposto pela Lei nº 14.434 irá causar grande impacto financeiro aos pequenos e grandes municípios. “Para vocês terem uma ideia, tem 1,7 milhão de profissionais de saúde trabalhando nos municípios brasileiros. A Saúde dos municípios emprega 30% de todo bolo de funcionários das administrações municipais. Não é uma questão de fazer algo paliativo, algo que daqui a pouco vai faltar dinheiro. É isso que eles estão querendo fazer, e não é isso que nós queremos”, disse o presidente da Famup.

De acordo com o novo piso salarial da enfermagem aprovado no ano passado fica estabelecido o salário de R$ 4.750 para os enfermeiros, R$ 3.325 para os técnicos em enfermagem, e R$ 2.375 para os auxiliares de enfermagem e parteiros. No entanto, ele foi suspenso no último mês de setembro pelo Supremo Tribunal Federal por causa da falta de previsão da fonte pagadora dos recursos.

Capital paraibana vai sediar 85ª Reunião Geral da Frente Nacional dos Prefeitos, em 2024
Notícia foi dada pelo prefeito Cícero Lucena, que está em Brasília participando da 84ª edição do encontro A cidade de João Pessoa foi escolhida para ser sede da 85ª Reunião Geral da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que será realizada nos dias 1º e 2 de junho de 2024.

A notícia foi dada pelo prefeito Cícero Lucena, que está em Brasília participando da 84ª edição do encontro. No fim da tarde desta segunda-feira (13), o gestor foi reconduzido para mais um biênio como membro da diretoria da Frente, na 1ª Secretaria Nacional. A FNP é a única entidade municipalista nacional dirigida exclusivamente por prefeitas e prefeitos em exercício dos seus mandatos. Ela reúne todas as capitais e os municípios com mais de 80 mil habitantes, somando 415 médias e grandes cidades. Nesses municípios, vivem 61% dos brasileiros e neles, se produz 74% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

PBAgora

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE