Patos - PB 29 de fevereiro de 2024

Publicidade

Cartórios de Registro Civil de JP serão interligados em até 90 dias

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });

 

A implantação teve início pela cidade de Campina Grande, a segunda mais populosa do estado, e está sendo revestida de êxito. “Não posso dizer que está perfeito, pois algumas coisas precisam ser avaliadas, mas trouxemos o projeto para a Capital, por onde deveríamos ter começado, mas a necessidade e alguns problemas em CG nos levaram a alterar o cronograma”, afirmou a presidente da Arpen-PB, Vivianne Braga.

Ela destacou que pelo fato de João Pessoa ser uma cidade bastante numerosa, precisa de uma atenção e uma expansão muito grande desses atendimentos e previu para os próximos três meses a conclusão dos trabalhos, num grande passo na constante busca pela Associação, com vistas à modernização e desburocratização para realização de consultas, certificação e registros.

Inúmeros benefícios para a população

E elencou inúmeras vantagens, a começar pela maioria dos registradores civis das cidades do interior estar perdendo muito seus acervos e no que se refere ao cidadão, existir uma grande dificuldade na solicitação quando ele vai solicitar os seus documentos, quando, por exemplo, a criança tem o domicílio de uma cidade pequena e nasce numa capital, toda a documentação fica no acervo do cartório da Capital.

“Se ele quer tirar uma segunda via, terá que se dirigir ao cartório da Capital ou solicitar essa certidão pelo CRC – que o valor não é o mesmo, é um valor bem mais alto – e todas as informações ele deixará de solicitar no cartório onde reside para ter que solicitar em um cartório distante”, esclareceu a presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais da Paraíba.

Ou seja, será um prejuízo para a família, que vai ter que se deslocar ou solicitar informação pelo CRC, que é o sistema implantado para todos os cartórios, como também para o cartório da cidade, que perde seu acervo e perde o número de cálculo de nascidos pelo sistema do IBGE, no banco de dados e nas informações que são prestadas ao Instituto.

Funcionalidade para as serventias

Outros benefícios da interligação, além da unificação do acervo dos cartórios, são as facilidades para acesso aos documentos e no levantamento de imóveis registrados em um determinado CPF ou CNPJ, recepção e o envio de documentos e de títulos.

 

Assessoria

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE