Patos - PB 26 de fevereiro de 2024

Publicidade

Eclipse solar 2023 no Brasil em outubro; Nordeste será privilegiado

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });

 

Depois das duas superluas em agosto, 2023 ainda reserva ao menos outros dois eventos astronômicos importantes: um eclipse solar anular no dia 14 de outubro, e um eclipse lunar parcial no mesmo mês.

Confira abaixo as datas exatas dos eventos:

  • ☀️14 de outubro – Eclipse solar anular (que será visível em boa parte do país)
  • ???? 28-29 de outubro – Eclipse lunar parcial (que será visível em uma pequena parte do país)

O próximo eclipse solar é chamado de anular. Isso porque, mesmo nas cidades que forem contempladas pela visão plena do evento, o Sol ainda permanecerá minimamente visível na forma de um anel ao redor da sombra da Lua

Visibilidade pelo país

Cidades como Natal (RN), João Pessoa (PB), Juazeiro do Norte (CE) e São Félix do Xingu (PA) terão a sorte de observar o “anel de fogo” ao redor da Lua criado pelo nosso Sol.

Por outro lado, em boa parte do Centro-Oeste, Sudeste e Sul, quem olhar para o céu perto das 15h da tarde do dia 14 de outubro verá o nosso astro meio que “mordido” pela Lua.

Vale lembrar que um eclipse solar só pode ser observado com um filtro especial ou olhando para o reflexo do Sol.

Eclipse lunar

Já os eclipses lunares não serão tão marcantes este ano, pelo menos para o Brasil.

Tecnicamente, o eclipse lunar parcial de outubro, por exemplo, passará por algumas cidades do litoral nordestino localizadas mais ao extremo leste da porção continental do país (além das Ilhas de Fernando de Noronha, Atol das Rocas e São Pedro e São Paulo).

Apesar disso, apenas uma pequena porção do nosso satélite natural ficará encoberta, o que deve dificultar a observação do fenômeno.

Ainda assim, em João Pessoa, por exemplo, a Lua estará perto da linha do horizonte no momento que o eclipse atingir seu máximo. Por isso, mesmo se as condições climáticas estiverem favoráveis nesse dia e o observador se posicionar num local alto, talvez seja difícil flagrar esse eclipse.

Fonte: G1

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE