Patos - PB 1 de março de 2024

Publicidade

Presidente do TCE diz que repasse do FPM não diminuiu: “não está abaixo do que vinha sendo praticado

// Obtém uma referência para o botão de impressão const imprimirBtn = document.getElementById('imprimirBtn');// Adiciona um evento de clique ao botão imprimirBtn.addEventListener('click', function() { window.print(); });

 

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Nominando Diniz, afirmou, nesta sexta-feira (06/10), que o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) não diminuiu, foram as prefeituras da Paraíba que aumentaram seus gastos. A avaliação foi feita durante entrevista ao programa F5, da Rádio Pop FM.

“As estatísticas mostram que o FPM não está abaixo do que vinha sendo praticado no ano passado. Agora, o acréscimo foi apenas 3%, já a despesa cresceu 6%. Significa dizer que no balanço final a despesa suplantou a receita no dobro, e evidentemente há um desequilíbrio. A administração pública não fabrica dinheiro, então quando você não tem uma receita que compense a despesa, você tem que cortar”, argumenta Nominando.

Para reforçar sua fala, o presidente do TCE também fez uma explanação citando a Lei de Responsabilidade Fiscal, e deixou claro o que deve ser feito: gastar menos.

“A Lei de Responsabilidade explica como fazer: você tem o cronograma mensal de desembolso, que é a despesa, e as metas bimestrais de arrecadação, que é a receita. Se isso não comporta, o artigo 9 explica como fazer, que é reduzindo empenhos. E reduzir empenhos é não fazer mais despesas”, disse ele.

 

Paraíba Já

Compartile:

Tags:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE